Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

do alto do meu castelo

Se não puder escrever sobre o que penso, sobre o que sinto, sobre a vida, sobre este mundo retorcido, cortem-me as mãos e, por via das dúvidas, cosam-me a boca. De outra forma, não vou calar-me! Só os loucos podem mudar o Mundo.

do alto do meu castelo

Se não puder escrever sobre o que penso, sobre o que sinto, sobre a vida, sobre este mundo retorcido, cortem-me as mãos e, por via das dúvidas, cosam-me a boca. De outra forma, não vou calar-me! Só os loucos podem mudar o Mundo.

A falta que faz.

Eu não gosto de palavras por dizer.

Eu não troco um olhar profundo por uma boa conversa. Gosto das palavras ditas, das frases de realidade crua e das duras e valentes chapadas que chegam pela mão das verdades.

Não me venham com os olhos e a janela da alma, com o que poderia ter sido ou com aquilo que nós perdemos porque achámos que era mais bonito deixar no ar.

Isso são tretas e outro sinónimo para medo, ou receio, ou o que lhe queiram chamar. A vida não é o sonho do que poderia ter sido, é a escolha que podemos e queremos mesmo viver. E as palavras existem para verbalizar o querer. Existem para ser assertivas e por vezes, quando tem de ser, imperativas.

São os olhos que mentem, as palavras não. E numa conversa há sempre qualquer coisa a ser dito, os cobardes é que escolhem calar-se. Isso é triste. Ou infeliz. Ou algo deste género. 

Chapadas de honestidade, sempre. Sem sombra de dúvida. Sim, disse chapadas outra vez. 

O silêncio é muito possivelmente o maior expoente do egoísmo. 

É fácil não dizer sim ou não e permitir que alguém ou algo fique preso nessa cobardia. É muito fácil e extraordinariamente tentador. 

Peito aberto. 

Ou como se diz na sabedoria popular 'pão, pão, queijo, queijo'

O Castelo

foto do autor

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D