Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

do alto do meu castelo

Se não puder escrever sobre o que penso, sobre o que sinto, sobre a vida, sobre este mundo retorcido, cortem-me as mãos e, por via das dúvidas, cosam-me a boca. De outra forma, não vou calar-me! Só os loucos podem mudar o Mundo.

do alto do meu castelo

Se não puder escrever sobre o que penso, sobre o que sinto, sobre a vida, sobre este mundo retorcido, cortem-me as mãos e, por via das dúvidas, cosam-me a boca. De outra forma, não vou calar-me! Só os loucos podem mudar o Mundo.

A vida, o ser e o amor

Todos os dias me apaixono. Todos os dias posso apaixonar-me. Todos os dias quero apaixonar-me.

 

Rapaz conhece rapariga. Rapariga perde-se num olhar. Rapariga descobre rapaz numa conversa. Rapaz convida rapariga para jantar. Rapariga perde-se de amores por rapaz.

 

Todos os dias me apaixono. Todos os dias quero apaixonar-me.

Alimento-me da adrenalina que me percorre naquele momento em que o coração dispara porque se apaixonou.

 

Vivo a vida que acontece todos os dias. Não me satisfaz por completo, mas vivo-a com o desejo que deseja a pura satisfação.

Respiro profundamente. Rio com gravidade. Festejo, corro, ando, durmo, trabalho, como, acordo, converso e disparato.

Respiro profundamente. Considero, solenemente. Respeito. Desrespeito. Conceitualizo. Contextualizo. Enlouqueço. Sobrevivo.

 

Sobrevivo na vida que vivo todos os dias. Satisfeita. Insatisfeita. Consistente e incoerente. Controlada. Todos os dias.

Sobrevivo à vida que vivo todos os dias rodeada de pessoas. No meio de pessoas. Lidando com pessoas. Conhecendo as pessoas. Aprendendo com pessoas.

 

Alimento-me da vida que faz as pessoas. Deixo-me absorver pelas pessoas que me fazem a vida.

 

O maior desafio consiste no atingir da intimidade com o 'eu' interior. Atingir o conforto da total aceitação do 'próprio'. É isso intimidade. A partilha de tudo o que nos compõe, com a pessoa que somos. A perda da vergonha.

Intimidade, zona de segurança, instinto. Desespero, medo, desilusão. Conceito de bom e mau. Certo e errado. Insegurança.

Pecado. Fraquezas e certezas.

 

Desafio. Intimidade. Vergonha. Eu. Conhecimento. Conforto. Paz. Ansiedade. Vergonha. Eu. Confronto. Ser.

Somos conceitos que criámos. Conhecimento desconhecido na incessante procura de descobrir a definição que conjuga o verbo do nosso 'eu'.

 

Não somos nome. Não somos adjectivo. Somos verbo. Somos Ser. E nascemos para ser conjugados.

 

Apaixono-me todos os dias. Posso apaixonar-me todos os dias. Quero apaixonar-me todos os dias.

 

Conjugo-me no amor que sobrevive na vida. É essa a minha satisfação.

O Castelo

foto do autor

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D